top of page

Greve contra privatizações prejudica mais de 3 milhões na Grande SP


Convocada pelos sindicatos das respectivas categorias, a greve conjunta contra a privatização do Metrô, da CPTM e da Sabesp afetou mais de 3 milhões de pessoas ontem na Grande São Paulo. O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), principal alvo do movimento, chamou a greve de “política, ilegal e abusiva” e reiterou que os planos de concessão estão mantidos.


Nas ruas de SP, o congestionamento chegou a 598 km. Em conjunto, a Justiça do Trabalho aplicou multa de R$ 1,5 milhão aos três sindicatos por terem descumprido decisão. A greve, encerrada ontem, movimentou a disputa entre pré-candidatos à Prefeitura de SP.


Guilherme Boulos (PSOL) virou alvo de adversários, entre eles o prefeito Ricardo Nunes (MDB) e o deputa- do Kim Kataguiri (União), informa Pedro Augusto Figueiredo. O Sindicato dos Metroviários é preidido por filiada ao PSOL.


Fonte: O Estado de São Paulo

6 views0 comments

Hozzászólások


bottom of page