top of page

Trump diz que Biden usa ‘stalinista’ contra oponentes


O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, disse a apoiadores no sábado (10) que seu sucessor na Casa Branca, Joe Biden, está empregando táticas “stalinistas” para acabar com seus oponentes políticos antes das eleições presidenciais de 2024.


Em seus primeiros comentários públicos desde a abertura de uma acusação de 37 acusações de manipulação indevida de segredos secretos do governo na sexta-feira, Trump disse a uma multidão de delegados e convidados do partido republicano em Columbus, na Geórgia, que as acusações contra ele eram “um trabalho político de sucesso” . .”


“Biden está tentando prender seu principal oponente político”, disse um desafiador Trump durante um discurso de 84 minutos. “Assim como eles [fizeram] na Rússia stalinista ou na China comunista.”


Trump, que foi indiciado criminalmente em abril em Nova York por acusações de financiamento de campanha, acrescentou que “promotores partidários sem lei” parecem emiti-lo com uma intimação “toda vez que sobrevoo um estado azul”.


As acusações reveladas pelo promotor especial Jack Smith em Miami alegam que Trump foi cúmplice na retenção ilegal de documentos classificados de segurança nacional em sua propriedade em Mar-a-Lago, na Flórida. Também é alegado nas acusações que Trump mentiu para os investigadores. Os advogados que representam Trump renunciaram um dia depois que ele foi notificado da acusação federal.


O evento na Geórgia, que ocorreu sem a presença do governador republicano do estado e crítico frequente de Trump, Brian Kemp, também viu o ex-presidente atacar repetidamente Biden pelo que ele disse serem políticas econômicas ineficazes. Ele também disse acreditar que a fraqueza de Biden no cenário mundial provou que os EUA são “uma nação em declínio”.


“Se você pegasse os cinco piores presidentes da história dos Estados Unidos e os somasse”, calculou Trump, “eles não teriam feito nem perto da destruição de nosso país como Joe Biden”.


Trump continua sendo o favorito do Partido Republicano para se opor a Biden nas eleições presidenciais de 2024, apesar do aprofundamento das questões legais. Ele também enfrenta investigações sobre seu papel no motim de 6 de janeiro no Capitólio dos Estados Unidos e uma investigação – coincidentemente na Geórgia – relacionada a alegações de que ele pressionou autoridades do estado a anular ilegalmente os resultados das eleições de 2020.


E Trump, que também disse ao Politico que “nunca deixará” sua campanha para presidente independentemente de quaisquer acusações contra ele, deixou claro um elemento de sua plataforma para 2024. “Vamos expulsar os globalistas, vamos expulsar os comunistas , e vamos jogar fora a classe política doente que odeia nosso país”, prometeu.


Fonte: Gazeta Brasil

3 views0 comments

Yorumlar


bottom of page