top of page

PSOL aciona o MP por falas anti-LGBTQ



A deputada federal pelo PSol/SP, Erika Hilton, apresentou uma denúncia ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) contra o pastor , por suas declarações consideradas anti-LGBTQ+ durante um culto na Igreja Lagoinha, no último domingo (4). Na mensagem pregada, o líder religioso afirmou que “Deus odeia o orgulho”, em referência ao Mês do Orgulho LGBTQIAP+, celebrado em junho, e que “a figura da palavra orgulho é Lúcifer”.


Na denúncia formalizada, Hilton destaca que a decisão de Valadão de realizar um culto que ataca o orgulho durante o mês de junho sugere que o objetivo do pastor era se promover por meio de um discurso criminoso, que agride e coloca em risco ainda mais as minorias sexuais e de gênero no Brasil, demonstrando um claro desrespeito à população LGBTQI+.


“Deus não odeia o orgulho. Os intolerantes e mercadores da fé é que odeiam as diferenças e a forma como, pouco a pouco, com muita luta, estamos conquistando espaços e respeito”, escreveu a parlamentar.


Além da natureza discriminatória da mensagem do pastor, a deputada também afirmou que Valadão incitou o ódio contra a comunidade LGBTQI+. Na representação, Hilton citou uma passagem do sermão em que o líder religioso disse aos fiéis que eles precisavam “odiar o pecado”.


“Eu preciso odiar a impureza sexual, eu preciso ter ódio daquilo que Deus não criou de forma natural, eu preciso ter nojo, eu preciso romper na minha vida, não deixar que isso entre na minha casa, na mente dos meus filhos, no meu casamento, eu não posso tratar com naturalidade aquilo que Deus repugna”, disse Valadão no culto.


Fonte: Gazeta Brasil

23 views0 comments

Komentáře


bottom of page