top of page

MPF pede arquivamento de inquérito contra Tarcísio e investigação contra jornalista do caso


O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu o arquivamento do inquérito da PF (Polícia Federal) contra o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) sobre o caso Paraisópolis. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Tarcísio é acusado de “crime eleitoral” por supostamente disseminar “informações falsas” sobre o ataque na comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, em outubro de 2022, durante a campanha eleitoral.


Na época, o governador de SP disse que o ato havia sido um atentado contra ele e, depois, recuou e falou em “intimidação”.


Em nota à publicação, a defesa do governador disse que esperaria a homologação do pedido, mas declarou que a manifestação do MPE “deixa claro”que o caso “foi um episódio policial, sem nenhuma relação com a campanha eleitoral”.


Na mesma decisão, o promotor Fabiano Augusto Petean determinou também a abertura de investigação contra o jornalista da Folha de S.Paulo que noticiou o episódio, apontando que ele seria suspeito de propagar “menções inverídicas dos fatos relatados”.


Um repórter do blog lulista Brasil 247 também foi incluído nas investigações por publicar matéria em que acusa Tarcísio de “organizar uma farsa para fraudar as eleições”.


O promotor determinou que os repórteres e os “diretores responsáveis pela divulgação das respectivas notícias” devem ser interrogados.


Créditos: Gazeta Brasil

74 views0 comments

Comments


bottom of page