top of page

Ministério Público pede volta de Anna Carolina Jatobá à cadeia



O MP alega que Anna Carolina Jatobá tem “comportamento impulsivo e agressivo”, razão pela qual deveria retornar à prisão.


A manifestação do MP vai de encontro à decisão do TJ-SP, que determinou a soltura de Anna Carolina Jatobá em 20 de junho deste ano. Ela deixou o presídio em Tremembé (SP) e passou a viver em um apartamento do sogro na capital paulista.


Promotor do MP explica o motivo de pedir retorno de Anna Carolina Jatobá à cadeia

No recurso do MP que pede o retorno de Anna Carolina ao regime semiaberto, o promotor Thiago Tavares Simoni Aily cita um comportamento “agressivo e impulsivo” por parte dela.

“Demonstrada a periculosidade, a ausência de arrependimento e o comportamento impulsivo e agressivo da executada, os promotores reclamam de um maior rigor judicial no julgamento da promoção prisional”, explica Aily. “Toda prudência é necessária antes de colocar uma pessoa altamente perigosa de volta ao convívio social.”

Segundo Aily, avaliações e exames “apontam para uma personalidade imatura, acompanhada por conflitos de natureza afetiva e descontrole dos impulsos, que provocam oscilações do humor”.


O documento enviado à Justiça mostra que a personalidade de Anna Carolina Jatobá pode dar origem a “reações impulsivas” e a “atos de agressividade”. Além disso, argumenta que a presa “não demonstra ser capaz de se comportar de acordo com os padrões sociais”.


A promotoria afirma que um bom comportamento carcerário de Anna Carolina Jatobá não é suficiente para que receba progressão de regime.


A Justiça ainda não julgou o recurso do MP. O site g1 procurou a defesa da criminosa, que ainda não se manifestou sobre o tema.


Fonte: Revista Oeste

18 views0 comments

Comentarios


bottom of page