top of page

Laudo médico aponta ‘piora significativa’ de Anderson Torres na prisão


O laudo médico feito por um profissional de saúde do governo do Distrito Federal neste mês aponta que o ex-ministro Anderson Torres teve “piora significativa” de seu quadro psiquiátrico.


O médico diz que, desde que Torres passou a ter acompanhamento, desde 17 de janeiro “houve piora significativa do estado geral do paciente, com perda de peso, mais ou menos dez quilos, aumento da frequência e intensidade das crises de ansiedade seguidas de crises de choro e nervosismo intenso acompanhada de preocupação intensa em relação às suas filhas menores”.


No documento, o médico afirma que fez “várias intervenções e ajustes de medicamentos com o intuito de reduzir consequências deletérias das crises (como risco de suicídio)”, mas afirma que “houve resposta insatisfatória terapêutica aquém do esperado”.


Além de citar os medicamentos que passaram a ser usados pelo ex-ministro desde sua prisão, em 14 de janeiro, o profissional de saúde do GDF relata queixas apresentadas por Anderson Torres nos últimos meses, como “sensação de desconforto e angústia física, pressão na cabeça associada a sintomas psíquicos como nervosismo, pensamentos ruins” e “episódios de medo de insegurança relacionada a familiares”.


Nesta segunda-feira, o ex-ministro da Justiça vai completar 100 dias preso no 4o Batalhão da Polícia Militar, no Gama, no Distrito Federal.


Fonte: O Globo

106 views0 comments

תגובות


bottom of page