top of page

IPC-Fipe sobe 0,30% em outubro e deixa inflação acumulada neste ano em 2,31%

Houve desaceleração de setembro para outubro em Habitação (de 0,47% a -0,31%), Transportes (de 0,61% a 0,03%), Despesas Pessoais (de 1,45% a 1,21%) e Vestuário (de 0,27% a 0,02%)



O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,30% em outubro, ganhando leve força em relação ao acréscimo de 0,29% em setembro e também ante o ganho de 0,23% na terceira quadrissemana do mês passado, segundo dados publicados nesta sexta-feira (3/11) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).


O resultado de outubro ficou dentro das estimativas de instituições de mercado consultadas pelo Projeções Broadcast, de alta de 0,23% a 0,41%, mas superou a mediana, de 0,25%.

Entre janeiro e outubro, o IPC-Fipe acumulou inflação de 2,31%. No período de 12 meses até outubro, o índice subiu 3,35%.


Apenas em outubro, três dos sete componentes do IPC-Fipe ganharam força: Alimentação (de -0,78% em setembro a 0,73% em outubro), Saúde (de 0,48% a 0,71%) e Educação (de 0,00% a 0,06%).


Por outro lado, houve desaceleração de setembro para outubro nas categorias Habitação (de 0,47% a -0,31%), Transportes (de 0,61% a 0,03%), Despesas Pessoais (de 1,45% a 1,21%) e Vestuário (de 0,27% a 0,02%).


Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe em outubro:


  • Habitação: -0,31%

  • Alimentação: 0,73%

  • Transportes: 0,03%

  • Despesas Pessoais: 1,21%

  • Saúde: 0,71%

  • Vestuário: 0,02%

  • Educação: 0,06%

  • Índice Geral: 0,30%



FONTE: Correio Braziliense

2 views0 comments

Comentarios


bottom of page