top of page

Greta Thunberg se forma e faz desabafo: “não poderei mais fazer greve escolar’


A ativista climática sueca Greta Thunberg participou nesta sexta-feira (9) de sua última greve escolar, encerrando após 251 semanas consecutivas de manifestações com um aviso de que “a luta apenas começou”.


“Hoje me formei na escola, o que significa que não poderei mais fazer greve escolar pelo clima”, disse Thunberg no Twitter. “Esta é a última greve escolar para mim, então acho que tenho que escrever algo neste dia.”


Em 2018, a jovem de 20 anos tornou-se conhecida mundialmente por faltar à escola todas as sextas-feiras e fazer uma vigília semanal em frente ao Parlamento sueco. Na última greve que realizou, em agosto daquele ano, Thunberg protestou com um cartaz feito à mão que dizia “Greve escolar pelo clima”.


No início deste ano, Thunberg e outros ativistas foram presos durante um protesto contra a demolição de uma pequena vila na Alemanha que seria substituída por uma mina de carvão.


“Muita coisa mudou desde que começamos, mas ainda temos muito mais a percorrer”, disse Thunberg. “Ainda estamos indo na direção errada, onde os que estão no poder podem sacrificar pessoas marginalizadas e afetadas e o planeta em nome da ganância, do lucro e do crescimento econômico.”


“Estamos nos aproximando rapidamente de possíveis pontos de inflexão ecológicos e climáticos não lineares além do nosso controle”, continuou ela. “Provavelmente muitos de nós que nos formamos agora nos perguntamos em que tipo de futuro estamos entrando, embora não tenhamos causado esta crise.”


“Nós, que podemos falar, temos o dever de fazê-lo. Para mudar tudo, precisamos de todos. Vou continuar protestando nas sextas-feiras, mesmo que não seja tecnicamente uma “greve escolar”. Simplesmente não temos outra opção senão fazer tudo o que pudermos”, disse Thunberg. “A luta apenas começou.”


Thunberg já criticou a inação climática dos líderes políticos e empresariais do mundo no Fórum Econômico Mundial anual em Davos, Suíça, dizendo em janeiro de 2019: “Nossa casa está pegando fogo”.


Fonte: Gazeta Brasil

17 views0 comments

Commentaires


bottom of page