top of page

Governo Lula e Senado estudam criar imposto extra para empresas de games




O marco legal dos games, que ainda está em fase de elaboração, pode prever o pagamento de um imposto extra para a indústria atuar no Brasil assim que for regulada.


A taxa está sendo discutida com a Receita e é similar à que o Governo Lula já estuda para o segmento de jogos de azar.


“Estamos avaliando se caberia outra contribuição – é um pouco do que ocorre com a discussão dos jogos de azar, que se criou uma alíquota de 15%. É como se fosse uma Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) dos jogos. Estamos avaliando a viabilidade disso”.


O PL, que já está na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e tinha a expectativa de ser discutido no início deste mês, ainda não passou pelo crivo dos senadores.


“Pedi mais um tempo para consultar a Fazenda, a Receita sobre isso. Acredito que a resposta venha logo e que, nas próximas semanas, a gente paute o tema”, afirmou Irajá.


Atualmente, as empresas do setor pagam impostos como companhias de outros setores, com base no lucro real ou presumido.


Ao jornal, Irajá alegou que a regulamentação trará mais movimentação à indústria e a projeção tanto do governo federal quanto do setor privado é de um crescimento vertiginoso da área após a criação de um marco legal.


“É um mercado que pode ser quintuplicado”, afirmou o senador relator ao jornal.


De autoria do deputado Kim Kataguiri (União Brasil-SP), o PL 2796/21 cria o marco legal para a indústria de jogos eletrônicos e para os jogos de fantasia.


Os jogos de fantasia – como o “Cartola” da Globo – movimentaram R$ 70 milhões no Brasil e geraram 5 mil empregos diretos em 2022.


A expectativa é a de que o crescimento seja de 300% nos próximos 4 anos e crie 20 mil postos de trabalho diretos.


No caso dos jogos de aplicativos, a movimentação foi de R$ 10 bilhões no ano passado, com a geração de 12 mil vagas diretas.


Com o PL, a expectativa é passar a movimentar R$ 40 bilhões por ano e contar com 50 mil empregos diretos.


Fonte: Gazeta Brasil


8 views0 comments

Comentarios


bottom of page