top of page

Exército dos EUA e da Guarda Nacional de Nova York desembarcaram no Pará


Integrantes do Exército dos Estados Unidos e da Guarda Nacional de Nova York desembarcaram no Pará, no dia 28 de outubro. A intenção é realizar treinamentos com cerca de 1,2 mil militares brasileiros, da 23ª Brigada de Infantaria de Selva.


No último sábado, 4, os norte-americanos encerraram um estágio de combate e sobrevivência na selva. De acordo com a embaixada dos EUA em Brasília, este é um “exercício anual” e patrocinado pelo Comando Sul (Southcom)”.



“Exercícios como esse são planejados com anos de antecedência e não estão relacionados a nenhum evento do mundo real”, informou a Embaixada Norte-Americana.


Cooperação com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan)

Os exercícios na Amazônia têm como objetivo ampliar a cooperação entre o Exército dos Estados Unidos e as forças compostas por países integrantes da Otan.


Para o general Luciano Guilherme Cabral Pinheiro, ao qual a 23ª Brigada está subordinada, a atividade deve assegurar a “capacitação do Exército Brasileiro para participar de operações internacionais, de acordo com os interesses nacionais e os compromissos assumidos pelo país”.

O exercício do Exército Brasileiro com os norte-americanos é anual. Eles fazem parte de relações bilaterais, que envolvem ações com outras forças estrangeiras.


Para os militares brasileiros, os exercícios são oportunidades para “demonstrar sua capacidade de cooperação, o que fortalece a diplomacia militar do Brasil e a promoção da confiança mútua entre Forças Armadas de diferentes nações”.


Fonte: Revista Oeste

78 views0 comments

Comments


bottom of page