top of page

Estadão diz que Lula tem “ojeriza” à liberdade de imprensa


Em editorial publicado nesta sexta-feira (9), o jornal Estado de S. Paulo queixou-se do tratamento dado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à imprensa. O jornal pontuou que o petista limita o trabalho dos jornalistas ao contê-los em cercadinhos ou afastando-os com sua equipe de segurança. Para o periódico, o chefe do Executivo possui “ojeriza” à liberdade de imprensa, e o “sonho dos petistas” é ter uma “imprensa encabrestada”.


– Em menos de seis meses de governo, o presidente Lula da Silva, aquele que supostamente veio para “salvar a democracia” no país e resgatar a decência no exercício da Presidência da República, tem revelado a mesma hostilidade visceral ao trabalho da imprensa profissional e independente que seu antecessor no cargo, Jair Bolsonaro. Para fugir de perguntas após solenidades no Palácio do Planalto, mas não só lá, Lula tem mobilizado sua equipe de segurança (…) para cercar jornalistas, literalmente, e dificultar o acesso desses profissionais a ele e a outras autoridades, mesmo após o término dos eventos oficiais – declarou o Estadão.

Na sequência, o jornal afirma que a aversão do presidente aos jornalistas livres não é algo atual, mas que ele já demonstra desde seus mandatos anteriores.


– A ojeriza de Lula à liberdade de imprensa é uma velha conhecida dos jornalistas que honram o ofício, ou seja, aqueles que não se deixam seduzir pela parolagem dos poderosos de turno e se põem diante deles com firmeza e coragem para fazer as perguntas incômodas – assinalou.


O Estadão destaca que “nem Lula nem qualquer presidente, antes ou depois dele, têm o direito de limitar o trabalho da imprensa” e que ser transparente é uma obrigação de toda pessoa que ocupa um cargo público.


– Quem não está disposto a carregar o fardo do escrutínio incessante, ainda que firme, jamais malcriado, que nem se aventure a ingressar no serviço público ou a disputar uma eleição. Além de se tratar de garantias asseguradas pela Lei Maior, transparência e liberdade de imprensa são atributos comezinhos do regime democrático. Voltar-se contra eles costuma ser bastante revelador sobre a alma liberticida que habita nos democratas de fancaria – pontua.


O jornal afirma ainda que os jornalistas “não são gado para serem contidos por grades, sejam elas físicas ou simbólicas” e lembra da agressão de um dos “jagunços” do ditador Nicolás Maduro durante a visita dele ao país.


– Não é de agora que o PT e Lula, em particular, são obcecados pela ideia de uma imprensa encabrestada. (…) O partido jamais lidou bem com a liberdade de imprensa. O sonho dos petistas é um jornalismo sabujo, achado no chão – avaliou o editorial.


Créditos: Pleno News.

10 views0 comments

Commenti


bottom of page