top of page

Em Portugal Lula diz preferir uma “terceira via” na guerra entre Rússia e Ucrânia.


Na manhã deste sábado (22), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu com seu homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém, sede da presidência da República de Portugal. O petista voltou a falar sobre a guerra na Ucrânia e disse preferir uma “terceira via” na guerra entre Rússia e Ucrânia.


Ao ser questionado por uma jornalista portuguesa se mantinha uma posição, que externou anteriormente, de que a União Europeia está contribuindo para a guerra na Ucrânia, Lula responder:


“Veja, se você não fala em paz, você contribui para a guerra. Eu vou te contar um caso: o chanceler Olaf Scholz foi ao Brasil e foi pedir para que o Brasil vendesse os mísseis para que ele doasse à Ucrânia. O Brasil se recusou a vender os mísseis, porque se a gente vendesse os mísseis e esses mísseis fossem doados à Ucrânia e esses mísseis fossem utilizados e morresse um russo a culpa seria do Brasil. O Brasil estaria na guerra. E o Brasil não quer participar da guerra. O Brasil quer construir a paz”.


“No caso da guerra, a Rússia não quer parar, a Ucrânia não quer parar […]. É melhor encontrar uma saída em uma mesa do que continuar tentando encontrar uma saída no campo de batalha”, disse Lula.


“Como a gente vai resolver na prática, você tem que convencer as pessoas que você pensa que não querem parar a parar. Nós estamos em situação em que a guerra da Rússia e da Ucrânia não está fazendo bem à humanidade. É por isso que nós temos que encontrar um grupo de pessoas que esteja disposto a falar em paz”, disse o Lula, ao ser questionado por jornalistas.


Lula foi criticado pelos Estados Unidos e a União Europeia por declarações sobre a Guerra na Ucrânia e pela visita do chanceler russo a Brasília, Sergei Lavrov. Quando estava na China, o petista disse em coletiva de imprensa que era preciso que os Estados Unidos parassem de “incentivar a guerra”.


Fonte: Gazeta Brasil

31 views0 comments

Comments


bottom of page