top of page

‘Déficit zero depende do desempenho da economia e do Congresso’, diz Haddad



Nesta sexta-feira (22), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), disse que a meta do Governo Lula de zerar o déficit primário neste ano depende do desempenho da economia e do Congresso Nacional. A fala foi feita durante coletiva de imprensa em São Paulo (SP).


Segundo o petista, no sentido econômico, as autoridades estão “otimistas” quanto ao crescimento do PIB brasileiro em 2024.


“[Atingir a meta] depende muito da evolução da economia, do crescimento. Sobre isso, estamos otimistas”, disse Haddad.


O ministro da Fazenda de Lula mencionou uma série de fatores, como o ciclo de cortes da taxa básica de juros pelo Banco Central (BC), uma melhora no cenário internacional e a desaceleração da inflação no Brasil, para justificar o otimismo da sua equipe em relação ao crescimento do PIB neste ano.


Na coletiva, Haddad ainda disse que, apesar de a Fazenda ter mantido na quinta sua projeção de crescimento de 2,2% para a economia brasileira, já há participantes do mercado financeiro com estimativas melhores, com “economistas muito sérios já falando em 2,5%”.


O petista salientou que a evolução da economia brasileira, e o consequente cumprimento da meta, também depende da aprovação de medidas do Executivo encaminhadas ao Congresso Nacional.


“A harmonia entre os Poderes é o segredo do sucesso econômico do Brasil… A meta é do país, mas o resultado não depende só do Executivo”, afirmou Haddad na coletiva.


Créditos: Gazeta Brasil

9 views0 comments

Opmerkingen


bottom of page