top of page

Começou hoje, segunda-feira (15), o julgamento de Donald Trump em Nova York, nos EUA.



Começou nesta segunda-feira (15) o julgamento criminal do ex-presidente Donald Trump (2017-2021) em Nova York, nos EUA.


Desta vez, Trump responde a 34 acusações de que teria fraudado registros das suas empresas para ocultar um pagamento de US$ 130 mil à atriz pornô Stormy Daniels, para que ela não revelasse à mídia em 2016, antes das eleições presidenciais, um suposto relacionamento que teria tido com ele há dez anos.


Trump chegou nesta segunda às 9h (horário local, 10h em Brasília) ao tribunal, um local repleto de policiais e onde se concentram centenas de jornalistas, além de dezenas de partidários e opositores do político republicano, que este ano vai tentar se reeleger presidente dos EUA.


Ao chegar no local, onde está ocorrendo a seleção do júri, Trump disse rapidamente aos repórteres presentes que o julgamento é uma “perseguição” contra ele e um “ataque aos Estados Unidos”.


"Isso é uma perseguição como jamais vista, ninguém jamais viu algo assim", disse o ex-presidente, acrescentando que “este caso nunca deveria ter sido apresentado, é um ataque aos Estados Unidos”.


Antes disso, Trump escreveu em sua rede social, a Truth Social, que "quando eu entrar naquele tribunal, sei que terei o amor de 200 milhões de americanos atrás de mim e lutarei pela liberdade de 325 milhões!".


Neste momento, o juiz Juan Merchan, junto ao procurador de Nova York, Alvin Bragg, do Partido Democrata, responsável pelas acusações contra Trump, e a equipe de defesa do ex-presidente estão discutindo o processo durante a sessão do tribunal.


Trump é o primeiro ex-presidente na história dos EUA a ser acusado criminalmente. É esperado que este julgamento dure semanas até sair uma decisão final. (Com Agência EFE)


Créditos: Gazeta do Povo

12 views0 comments

Comments


bottom of page