top of page

Anderson Torres entrega senhas de e-mails e de celular pessoal à PGR


O ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres, entregou as senhas da memória do seu celular pessoal, a chamada nuvem, e também de seus e-mails à Procuradoria Geral da República (PGR). O subprocurador-geral Carlos Frederico Santos se reuniu, na quinta-feira passada (13), com a defesa de Torres.


Além das senhas, os advogados de Torres também colocaram à disposição os sigilos fiscal, bancário e telefônico do ex-ministro. Ele já havia prometido que entregaria as informações, incluindo as senhas, mas somente agora teria formalizado o gesto. Quando foi detido, ao retornar de uma viagem aos Estados Unidos, Torres alegou que deixou seu celular naquele país.


Preso há 3 meses, devido às manifestações do dia 8 de janeiro, Anderson Torres vive uma nova etapa do processo em que escolheu novos advogados e assumiu uma postura de maior cooperação com o caso, sem afronta a magistrados e procuradores.


Como resultado disso, avaliam interlocutores do ex-ministro, nesta segunda-feira, a PGR chegou a opinar a favor da liberdade de Torres, mediante uso de tornozeleira eletrônica. A decisão cabe ao ministro relator do caso, Alexandre de Moraes.


Há sete advogados cadastrados no processo, sendo que as peças principais são assinadas por Eumar Novacki, Raphael Vianna de Menezes, Edson Smaniotto e Fábio Fernandez.


Fonte: CNN Brasil





83 views0 comments

Comentarios


bottom of page