top of page

Alesp abre CPI para investigar procedimento em crianças trans na USP


A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) instaurou, nesta sexta-feira (26), uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com o objetivo de investigar o uso de crianças e adolescentes em tratamentos de mudança de sexo em um ambulatório do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.


O deputado Gil Diniz (PL) é autor do pedido de abertura da CPI e vai acompanhar a investigação. Os outros parlamentares que integram o grupo são: Tenente Coimbra (PL), Beth Sahão (PT), Professora Bebel (PT), Analice Fernandes (PSDB), Tomé Abduch (Republicanos), Guto Zacarias (União) e Guilherme Cortez (PSOL).


O texto publicado no Diário Oficial diz que a CPI foi criada para, no prazo de 120 dias.


“Apurar e investigar as práticas adotadas pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo no diagnóstico, acompanhamento e tratamento de menores de idade com suspeita ou diagnóstico de incongruência de gênero ou transgêneros e, em especial, a submissão de crianças e adolescentes a hormonioterapias para transição de gênero realizadas pelo hospital em possível violação às disposições do conselho federal de medicina”, diz o texto publicado no Diário Oficial.


Vale destacar que o atendimento no Hospital das Clínicas tem respaldo legal.


Fonte: Gazeta Brasil


20 views0 comments

Comentarios


bottom of page