top of page

“A família está surpresa e arrasada com tudo isso, porque sabemos como foi difícil o período em que ele esteve preso”, diz pai de Mauro Cid



O general da reserva do Exército Mauro Lourena Cid, pai do tenente-coronel Mauro Cid, lamentou a nova prisão do filho nesta sexta-feira (22). O general disse desconhecer detalhes do áudio no qual Cid relata ter sido pressionado pela Polícia Federal em depoimentos e faz críticas ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.


“A família está surpresa e arrasada com tudo isso, porque sabemos como foi difícil o período em que ele esteve preso”, disse Lourena Cid em entrevista ao jornal O Globo. O general da reserva e a mulher, que moram no Rio de Janeiro, devem ir a Brasília para encontrar a nora e as netas.


Na noite desta quinta (21), a revista Veja divulgou gravações atribuídas ao tenente-coronel. Cid foi chamado ao STF para esclarecer as declarações e saiu da Corte preso, por ordem de Moraes. O ministro considerou que Cid obstruiu a Justiça e descumpriu medidas cautelares determinadas ao ser solto preventivamente.


Segundo a defesa, Cid “em nenhum momento coloca em xeque a independência, funcionalidade e honestidade da Polícia Federal, da Procuradoria-Geral da República ou do Supremo Tribunal Federal na condução dos inquéritos em que é investigado e colaborador. Aliás, seus defensores não subscrevem o conteúdo de seus áudios”.


Créditos: Gazeta do Povo

14 views0 comments

Σχόλια


bottom of page